Por algún motivo no se a completado la carga del carrusel, pincha el botón recargar para intentarlo de nuevo.

Por algún motivo no se a completado la carga del carrusel, pincha el botón recargar para intentarlo de nuevo.

Causa Galiza chama o povo galego a reclamar a independência nacional neste Dia da Pátria

 

 

Após a tentativa fracassada do passado 17 de junho para celebrar um Dia da Pátria unitário junto a BNG e Anova, onde se reivindicasse com claridade a independência nacional como única saída possível para a nossa soberania política, Causa Galiza ativou a sua própria convocatória de campanha e manifestaçom independentista, que é a primeiro que celebramos após a recuperaçom da condiçom de organizaçom política legal.

Causa Galiza acha aliás que a constituiçom do nosso próprio Estado é a única opçom estratégica acorde com os interesses da maioria social, pois qualquera modalidade de regime autonómico perpetuará o estatuto colonial do País. A lonjania aparente deste objetivo nom deveria ser escusa ou coarctada para ocultá-lo alegando “incompreensom social” ou, pior ainda, substitui-lo por opçons de “melhora autonómica” que, além de inviáveis na correlaçom de forças atual, som inúteis para elevar o nível de consciência nacional e resolver as problemáticas da naçom e do povo.

É por esta razom que Causa Galiza apela neste 25 de julho a apostar na construçom do projeto político e a estratégia independentistas e no compromisso militante, colocando a independência nacional já nom apenas como a consequência lógica do facto de sermos umha naçom colonizada, mas como a única opçom que permitirá dotar a Galiza das ferramentas imprescindíveis para deixar atrás o paradigma do povo empobrecido que habita um território rico em recursos e possibilidades.

 

Reptos imediatos

A claridade estratégica e a disposiçom plena para enfrentar a futura reforma do regime autonómico som insuficientes se, à sua beira, faltam táticas acertadas, militáncia, organizaçom, linha política, a confiança e a legitimaçom subjetiva de milhares de independentistas galegas e galegos, etc. Estamos conscientes de que o Independentismo Galego atual carece, ainda, destes elementos e a sua satisfaçom torna-se, portanto, o repto a abordar e resolver com mais urgência nestes tempos.

Causa Galiza fixa como objetivos urgentes a consolidaçom organizativa que possibilite intervir politicamente de jeito sistemático e a atualizaçom da estratégia independentista. Hoje, estamos num fim de ciclo, já nom só do regime neofranquista, que se apresta a reinventar-se para que todo siga atado y bien atado ao serviço da oligarquia espanhola, mas, também, da lógica independentista dos 15 últimos anos. É tempo de redimensionar táticas, linhas de açom, clarificar objetivos imediatos e ganhar a confiança e a participaçom de centenas de independentistas. Este Dia da Pátria é o primeiro passo nesta direçom.

 

Assembleias abertas, campanha e mobilizaçom

A organizaçom indepedentista convocou nestas semanas nove assembleias abertas para o desenvolvimento da campanha informativa para o Dia da Pátria. Esta contará com atividade propagandística, palestras, distribuiçom de folhas informativas, etc., visando umha campanha intensa que coloque a reclamaçom independentista como única opçom estratégica para a construçom nacional e a superaçom do atual modelo sócio-económico e continue a acumular forças por volta deste projeto.

 

 

 

 

 


  

 

 

 

PRIMEIRO, A INDEPENDÊNCIA NACIONAL 

Necessitamos com urgência ser umha naçom livre e constituir o nosso próprio Estado ao serviço da maioria social. A rutura com Espanha é chave e inicia-se agora. É umha questom de dignidade coletiva. É a ponte que nos permtirá transitar face um novo modelo sócio-económico no nosso país.

 

 

SOMOS SOCIALISTAS

 Luitamos dia após dia em defesa da classe trabalhadora e das classes populares galegas para construir o socialismo na Galiza. Um socialismo que supere o patriarcado e a opressom das mulheres polos homes. Um socialismo identitário. Um socialismo fundamentado nos órganos de poder popular construidos no processo de liberaçom nacional.

 

 

AUTO-ORGANIZAÇOM POPULAR

 Avançarmos face o horizonte da independência nacional e o socialismo exige preparar-se para umha luita complexa e estarmos dispostas para enfrentar as resistências que oporá a oligarquia espanhola. O conflito de projetos políticos é umha parte, inevitável, deste caminho que as e os independentistas galegos denominamos processo de liberaçom nacional e social.