Causa Galiza agradece ao BNG a apresentaçom na câmara autonómica da PNL que exigirá o arquivo do sumário aberto contra nove independentistas

 

Causa Galiza agradece ao Bloque Nacionalista Galego (BNG) a apresentaçom no parlamento autonómico dumha Proposiçom nom de Lei (PNL) que reclama desta câmara a condena da ilegalizaçom de facto à que estivo submetida durante 14 meses a nossa organizaçom por parte da Audiencia Nacional espanhola e a exigência do arquivo definitivo do sumário ainda aberto no tribunal de exceçom contra militantes de Causa Galiza.

Causa Galiza acha que a solidariedade entre nacionalistas frente à repressom estatal deve ficar à margem do debate sobre opçons partidárias e estratégias políticas, valorizando que a posiçom adotada polo BNG é um passo qualitativo nesta direçom porque supera velhos silêncios e tabus. Comprometemo-nos, na medida das nossas capacidades, a corresponder esta solidariedade no futuro quando sejam militantes do BNG quem resultem alcançadas pola repressom política.



Retratar a câmara autonómica



Dizer, por último, que a abordagem em sede parlamentar do processo repressivo de que somos objeto por parte da Guardia Civil e a Audiencia Nacional retratará de jeito fidedigno e irrebatível a qualidade democrática dos distintos grupos parlamentares. Hoje, a cumplicidade com a nossa ilegalizaçom, ou a passividade quando sobre  nove cidadáns e cidadás galegas pesam possíveis condenas de prisom e dispersom, é sinónimo de alinear-se com o fascismo espanhol.

Os nossos cumprimentos mais sinceros para o BNG, o seu grupo parlamentar e as suas deputadas e deputados no Hórreo. Temos a conviçom de que a dinámica de resposta ativada desde que as e os nossos militantes saírom dos calabouços do quartel militar de Tres Cantos (Madrid) e, sobretodo, o amplo apoio mostrado polos principais agentes sociais, sindicais e políticos deste País fará com que a última operaçom policial, judicial e mediática lançada contra o independentismo seja definitivamente arquivada.