Causa Galiza iniciará em breves açons penais contra o diário espanhol "La Voz de Galicia"

Causa Galiza iniciará em breves açons penais contra o diário espanhol La Voz de Galicia. A decisom contesta às acusaçons vertidas polo citado jornal sobre a nossa Organizaçom. Em 2015, quando se ativou a Operación Jaro com a detençom de nove militantes, La Voz de Galicia acusava Causa Galiza de ser o "braço político" dumha suposta organizaçom armada de nome Resistência Galega. Na semana passada, reincidia e riscava-a de "coluna vertebral" da suposta organizaçom ilegal.

O fundamento incriminatório da acusaçom era e é nulo. De facto, a própria Audiencia Nacional, que em 2015 ditaminara preventivamente a "suspensom de atividades" —ilegalizaçom, de facto— de Causa Galiza, levantava esta medida doze meses depois e admitia que o seu trabalho político se desenvolvia e desenvolve no quadro da legalidade vigente embora o questionar. A restauraçom do estatus legal foi a consequência imediata do auto.

Mais meios

La Voz de Galicia, que é consciente da realidade, prefire seguir as diretrizes informativas de criminalizaçom que marca a Guardia Civil e manter umha acusaçom pública que nem sequer é defendida polo tribunal de exceçom espanhol. Esta violaçom miserável do código deontológico da profissom jornalística é, da nossa ótica, a contraprestaçom com que o diário espanhol paga os milionários subsídios que recebe da administraçom autonómica com cargo ao erário público.

A iniciativa penal da nossa Organizaçom estenderá-se a outros meios que nas últimas semanas, ao calor da Operación Lusista, manipulárom imagens e conteúdos com o único objetivo de satanizar o projeto independentista e gerar na opiniom pública as condiçons subjetivas necessárias para novos golpes policiais e judiciais.