Causa Galiza pom em andamento a Brigada Dias Valinho de arte urbana

As ruas da Galiza urbana fôrom ocupadas progressivamente nos últimos anos pola publicidade comercial e, recentemente, por propaganda da extrema direita espanhola, que conta com a tolerância oficial para desenvolver o seu labor. No entanto, em paralelo, o independentismo, o nacionalismo e os movimentos populares que questionam aspectos do status quo e desenvolvem na rua a sua atividade som submetidos a umha contínua pressom policial, administrativa e judicial.

A extensa tradiçom independentista de agitaçom na rua e a trajetória artística e criativa do galeguismo histórico som duas práticas que podem, e devem, confluir para enfrentar esta expropriaçom programada do espaço público. Causa Galiza ativa através dumha assembleia aberta a Brigada Dias Valinho de muralismo político para quebrar o monopólio que o Pensamento Único tem hoje sobre o espaço público.

A eleiçom do nome Dias Valinho nom é casual: materializa a homenagem da organizaçom independentista a Camilo Dias Valinho, debuxante e cartazista que na década de 30 fijo do desenho gráfico o seu trabalho de suporte às reivindicaçons patrióticas. O fascismo espanhol foi ciente do impacto político do seu trabalho e fusilou-no nos primeiros momentos do golpe. Causa Galiza ativa esta iniciativa popular como mostra da continuidade do seu legado.