Causa Galiza racha um impasse que se prolongou durante meses e relança a intervençom no país
Onte rematamos a reconfiguraçom da velha Causa Galiza numha nova organizaçom política independentista e socialista. Foi um processo excessivamente extenso no tempo que derivou na ralentizaçom da nossa intervençom política.

Novas pautas

A nova Causa Galiza é umha ferramenta independentista e socialista, assemblear, promotora da auto-organizaçom como empoderamento popular e da construçom de formas de contra-poder social como elementos imprescindíveis para relançar o processo de liberaçom nacional e comprometida com a luita feminista na vida interna da Organizaçom e na intervençom externa. Umha ferramenta nova para um tempo novo.

O projeto já constituido analisa o contexto atual e senta bases para umha estratégia independentista própria, à vez que resitua na praxe militante quotidiana um punhado de mulheres e homes dispostos a desenvolver com todas as suas energias o processo que leve à rutura com Espanha como única via possível para a construçom nacional e a liberaçom social.


Importáncia do “fator subjetivo”

Achamos que os atuais som, objetivamente considerados, tempos de oportunidades e horizontes abertos para o independentismo galego, mas, também, de aborrecimento e fastio em significativos setores da militáncia cansa de experimentos e da implosom de esperanças coletivas. Este sempre denominado como fator subjetivo condiciona gravemente as potencialidades do projeto independentista.

Seria prepotente, para além de ridículo, afirmar que temos a fórmula resolutiva para umha das problemáticas que mais lastram as potencialidades de desenvolvimento e introduçom social do projeto de rutura com Espanha. No entanto, sim nos atrevemos a anunciar que a ferramenta que apresentaremos nos próximos dias achegará entrega militante, altura de miras para avançar no caminho da liberaçom nacional e absoluta disposiçom para superar os erros do passado.